Quem deseja estar em dia com o DPVAT moto precisa conhecer as informações sobre o seguro para não ter problemas futuros.

Todo proprietário de veículo (carro, ônibus, caminhão, moto) precisa pagar o DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores). Trata-se de um seguro obrigatório pago junto ao IPVA ou em cota única, que serve para indenizar vítimas de acidente de trânsito em território nacional.

Neste artigo você vai ficar por dentro do DPVAT moto que, diferente de outros seguros, indeniza apenas em caso de danos físicos. Acompanhe!

Por que devo pagar o DPVAT?

É importante pagar o DPVAT anualmente para que, em caso de acidente com o motorista, passageiro e/ou pedestre, as vítimas possam ser indenizadas. A indenização é independente de quem tenha sido a culpa do acidente.

O DPVAT é administrado pela Seguradora Líder desde 2008 e tem a função de cobrir reembolso de despesas médicas e suplementares, invalidez permanente e morte.

Apesar de obrigatório, o proprietário que não pagar o seguro, também não será multado por isso. No entanto, em caso de acidente, terá que arcar com todas as despesas de forma integral, além de outra consequência: não receberá o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

Sem o CRLV, os motoristas podem ser multados e ter seus carros apreendidos, da mesma forma que acontece caso não pagar o IPVA. Ou seja, de um jeito ou de outro, é melhor pagar o DPVAT.

Já para quem é isento do IPVA, o pagamento do DPVAT é realizado junto ao emplacamento ou licenciamento anual.

Como funciona o DPVAT moto?

Assim como acontece com qualquer outro veículo, o DPVAT moto precisa ser pago anualmente junto ao IPVA ou no dia do licenciamento ou emplacamento.

Se acontecer um acidente, a vítima ou o beneficiário tem até 3 anos para entrar em contato com um dos postos de atendimento da Seguradora e garantir a indenização.

Para isso, basta entrar no site, escolher o Estado de sua residência e a situação do veículo (1º licenciamento, usado ou isento de IPVA). Depois, é só pagar nos bancos listados na Seguradora.

Valor do DPVAT moto

 

Diferente daqueles que possuem outros veículos, os motociclistas precisam pagar um valor mais alto para continuar circulando com as suas motos: R$ 185,50, um valor mais baixo que o ano anterior e, por isso, não é permitido parcelar em até três vezes o pagamento.

O valor mais alto tem justificativa. Segundo as estatísticas da Seguradora Líder no ano de 2015, há um maior percentual de pedidos de indenização referente ao DPVAT moto: 76% contra 19% dos acidentes envolvendo outros carros.

Além disso, só na região norte, 60% de todos os casos de acidentes por moto resultaram em morte, e 83% das indenizações por invalidez no Brasil.

Isso significa que o valor do DPVAT está relacionado com o maior risco que um veículo tem de causar ou se envolver em acidentes, e não com o porte deles.

Portanto, pagar o DPVAT moto garante indenizações às vítimas do trânsito, mas também garante que o motociclista possa continuar nas estradas sem ser multado pela falta do CRLV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × um =